terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Filme - A Origem

Olá,


Depois que eu assisti ao filme a Ilha do Medo, eu fiquei muito na expectativa de ver o filme “A ORIGEM”.


Fui diversas vezes na locadora perguntar: E aí? Já lançou aqui no Brasil o filme “A ORIGEM”? E nada.

Bom, em dezembro de 2010, o filme foi lançado.

Ele é classificado como ficção científica, mas muito da essência da história não acho que é ficção não, acho bem real. É claro que não com toda essa fantasia do filme. Eu explico.




A história gira em torno do poder da mente, de como os sonhos são significativos e trazem com eles muito do nosso inconsciente. O filme trata, ainda que de forma muito velada, sobre a neurolinguística.

Há uma parte que um personagem (A) diz para o outro (personagem B):

Personagem A: Plante uma idéia. Entre no subconsciente dele.
Personagem B: Não preciso entrar no subconsciente de ninguém para plantar uma idéia, se eu disse para você não pense em um elefante. O que é que vem na sua mente?
Personagem A: Um elefante.
Personagem B: Viu? É bem mais simples plantar uma idéia do que se imagina.

Bem, esse é o fundamento da neurolinguística.

Conceito: Programação Neurolinguística (ou simplesmente PNL) (...). É baseada na idéia de que a mente, o corpo e a linguagem interagem para criar a percepção que cada indivíduo tem do mundo, e tal percepção pode ser alterada pela aplicação de uma variedade de técnicas.  (...)



Nisso eu acredito demais. A nossa mente é que comanda tudo. É difícil, mas não é impossível, programar a mente para várias crenças, por meio de idéias e, por conseqüência, alterar a nossa percepção de algo e como conclusão, alterar nosso comportamento.



Um pouco do filme:

Inception (A Origem em Portugal e no Brasil) é um filme americano de ficção científica lançado em 2010. Escrito, dirigido e produzido pelo britânico Christopher Nolan, o longa estrela Leonardo DiCaprioKen WatanabeJoseph Gordon-LevittMarion CotillardEllen Page,Tom HardyCillian MurphyDileep RaoTom Berenger e Michael Caine. DiCaprio faz o papel de Dom Cobb, um ladrão especializado em extrair informações do inconsciente dos seus alvos durante o sonho. Incapaz de visitar seus filhos, Cobb tem a chance de vê-los em troca de um último trabalho: fazer a inserção, plantar a origem de uma idéia na mente de um rival de seu cliente[2].

Em suma, as palavras, as idéias e os pensamentos têm um poder absurdo sobre nossa realidade.

Quer mudar sua realidade? Mude seus pensamentos, suas palavras (dão força aos pensamentos) e suas idéias.

É difícil, mas não impossível.


Vejam o trailer




Beijos e até o próximo post...

4 comentários:

  1. Esse eu nem li pq ainda não assistiiii... Spoilerrr

    ResponderExcluir
  2. Bobinhaaa...

    não conto o filme, nunca.

    Primeiro ler...depois me diga se sou SPOILER mesmo...

    kkk

    bj

    ResponderExcluir
  3. http://oirlandes.blogspot.com/

    Não assisti no cinema, creio que seria muito melhor, mas vi muita gente comparando A Origem com matrix.
    Quem o compara com Matrix, inicialmente não compreendeu o próprio roteiro de Matrix, são dois filmes complentamentes diferentes em sua essência. Claro que, as técnicas visualmente usadas nos dois filmes podem se assemelhar, mas a complexidade de tais estórias diferem e muito. Vejo A Origem, como uma surpresa (agradável) e potencialmente, um filme que será injustiçado no Oscar, pela previsibilidade da Academia.
    Enfim, roteiro brilhante, bem desenvolvido e principalmente, atuações extraordinárias (salve especial para Ellen Page), fazem de A Origem uma ótima pedida para quem está afim de cinema como entretenimento e sem dúvidas, como arte!

    ResponderExcluir
  4. Diego,

    gostei muito do seu blog. Estou seguindo.

    Faça sempre seus comentários, pois já vi que filmes é com você mesmo.

    bj

    ResponderExcluir