terça-feira, 19 de abril de 2011

Fases e ciclos da vida. Aceitar e acolher.

Olá, 


faz tempo que não escrevo não é mesmo?


Pois é, meus amigos. Ando numa fase ou quem sabe um ciclo que a inspiração me abandonou.


Acontece. Acontece. Faz parte.


É claro que nos cobramos e somos cobrados pelo que somos, fazemos e deixamos de fazer.


Só que são momentos, fases ou ciclos.


Oras, ninguém é 100% feliz, 100% triste, 100% criativo, 100% chato, 100% legal, 100% qualquer coisa.


Temos variações.


É difícil até para nós aceitarmos essas nossas variações. Eu, por exemplo, hoje disse exatamente isso para minha terapeuta. Poxa, não consigo escrever. Estou sem inspiração. E então ela disse: acolha e aceite esse momento. Não force. Assim como veio, vai embora. 


Simples né? Também achei. Vou tentar.


Enquanto a inspiração não volta a ser minha fiel companheira de todos os dias, vou postar coisas de terceiros.


Hoje começo com  o seguinte texto para reflexão.


Ocorre, às vezes, que a sede encontra a fonte;eis o que designamos como "experiência de amar"; E o terceiro?É o caminho, o vínculo ou o relacionamento entre a sede e esta fonte. (Jean-Yves Leloup)


Esse texto fala do amor. Do momento que tudo acontece e conspira para que o amor aconteça.


É preciso antes de tudo, estar disposto, é a sede e a fonte. É sobre esse encontro.


Amar não é fácil, ser amado também não, se relacionar também não, mas sempre vale a pena.


Podemos ser felizes sozinhos? Claro, mas podemos ser mais ainda felizes dividindo a vida com alguém especial. Existe um momento mágico, onde ocorre o encontro. O encontro da sede e da fonte. O encontro da vontade de amar e de ser amado.


Esses dias me perguntaram se eu acredito que seja possível amar várias pessoas durante a vida ou se só temos um único amor.


Claro que podemos ter vários amor ao longo da vida. Seria muito injusto ter um só, pois e se esse não deu certo?


O amor tem começo, meio e fim. Ele pode ser eterno enquanto dure (tem um fim) ou durar toda a sua jornada (a morte é o fim). 


Acredito que é a disposição e a capacidade de nutrir esse amor que fará a diferença para que se tenha um ou outro fim (tirando falta de caráter).               


Uma coisa é certa, a relação e o sentimento deve ser alimentado e nutrido dia após dia. 


Vocês não acham??? 


Opss...hoje minha inspiração voltou. Por hoje. (riso)


Beijos e até o próximo post  

6 comentários:

  1. "Entrego, confio, aceito e agradeço"

    Mas você diz que não está inspirada? Isso me fez reletir... ás vezes nos cobramos demais e acabamos nos estagnando. Basta começarmos e deixarmos acontecer para as coisas fluirem...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. ufffa eu pensava que voce havia nos abandonado ou estava de ferias

    ResponderExcluir
  3. Oi Pedro,

    claro que não vou abandonar o prosas e risos e nem meus leitores :-).

    Só ando sem inspiração. Antes conseguia escrever todos os dias, agora não. Vai passar.

    Fico feliz de saber que as pessoas gostam e pedem por meus textos.

    Obrigada.

    Aliás, quais temas gostaria de ver por aqui?

    Bj

    ResponderExcluir
  4. Oi Mariana,

    é verdade. Nos cobramos demais.

    :-)

    Beijos linda.

    ResponderExcluir
  5. bom , temas ? ? ? ... e futebol , inumeros partidos brasileiros , qualidade de vida , etc ...

    ResponderExcluir
  6. Oi Pedro...obrigada....pelos temas...rs...bj

    ResponderExcluir