domingo, 16 de janeiro de 2011

O que é o perdão?

Olá,

Há quem diga que tem sim a capacidade de perdoar.

Será? Será que o verdadeiro perdão é algo para nós mortais?




Já ouvi muitas vezes, quando o assunto é perdão, as pessoas dizerem: 

o   Eu perdôo sim, mas não esqueço; 
o   Eu perdôo sim, mas as coisas nunca voltarão a ser como antes; 
o   Eu perdôo sim, mas fico com o pé atrás; 
o   Jesus mandou perdoar, mas não mandou continuar andando junto; e 
o   Eu perdôo e esqueço.

Afinal de contas, o que é o perdão?



Significado da palavra perdão: deixar de lado, colocar em liberdade, remissão de uma falta, remissão de pena, absolver, renunciar a punição, um ato que acolhe.

Já começa que a palavra remissão no Direito Brasileiro significa extinção da obrigação pela qual o credor perdoa a dívida do devedor, não pretendendo mais exigi - lá.

Só que, no meu entendimento, abrir mão do seu suposto “direito” a “punição” de alguém, não é perdão.

Arrisco afirmar que 90% (noventa por cento) do perdão concedido mundo afora, vem daí, ou seja, muitas vezes as pessoas perdoam no sentido de renunciar qualquer tipo de punição ao suposto “causador de algum mal”.

Já presenciei um caso que a pessoa disse ter perdoado e depois de 15(quinze) anos, jogou a situação na cara da outra pessoa.

A verdade é que muitas pessoas perdoam da boca para fora, pois a cobrança moral (interna e externa) para que se perdoe é enorme.


Não perdoar não é coisa de Deus, não é coisa de gente do bem, não é coisa de gente evoluída, nem de gente esclarecida.

Sem contar que há quem acredita que perdoar dá um status ao “perdoador” (licença poética para criar essa palavra), de pessoa iluminada e do bem. Já ouvi dizer, perdoa para mostrar que você é superior a tudo isso.

Não perdoar é feio perante você mesmo e a sociedade. Sem contar que gera culpa. Ao não perdoar, a pessoa ainda é capaz de se sentir culpada.

Ah, algumas vezes já vi perdão dado, apenas para causar um grande desconforto no “perdoado”. Quer coisa pior que você pisar feio na bola com alguém e esse alguém, além de te perdoar, te oferece a outra mão? Esse perdão está mais com cara de punição do que de perdão, não é?

Digo pior no sentido de que ficamos até meio mal, envergonhados, dentre outras coisas, por nossa atitude indevida com essa pessoa que não só perdoou.

Nesse momento é importante dizer que fazer algo errado ou mal a alguém é bem questionável.



Quantas vezes nem sabemos que causamos algum mal ou mágoa a alguém, simplesmente pelo fato das nossas percepções e princípios serem distintos da outra pessoa?

Tá certo! Há verdades universais sobre o que é certo e errado, mas há tantas outras verdades que são só minhas e são só suas, que dependem de crenças e princípios pessoais.

Oras, para dizer “me perdoa” ou “pode me desculpar?”, o mínimo que se espera é que a pessoa acredite que tenha errado, não é mesmo?

Penso que para ser perdoado, deve existir um real arrependimento da pessoa. Como exigir arrependimento de alguém que acredita não ter feito nada de errado?



Agora, voltando ao significado de perdão, eu penso que perdoar é não punir a pessoa e esquecer não se esquece mesmo, mas a lembrança do que aconteceu não interfere no que você é com a pessoa.

Simplesmente o acontecimento existe, mas não turva mais seu juízo de valor em relação à pessoa, nem faz com que você seja diferente com ela ou sinta algo diferente por ela.

Você lembra sim, mas aquilo não causa em você qualquer impacto, reação ou ressentimento. É uma indiferença à situação.

Perdoar é bom, tanto para quem dá o perdão como para quem recebe. Liberta, a partir do momento que a situação cai na indiferença, pois não acredito no esquecimento.

Porém, para perdoar tem que ser de coração e para receber o perdão deve existir um arrependimento legítimo.   

Essa é a minha opinião.

A minha terapeuta acha que: “Perdoar é não fechar a pessoa nas conseqüências negativas de seus atos”.

Na sua opinião, o que é perdoar e ser perdoado?

Beijos e até o próximo post...



6 comentários:

  1. Quem perdoa se liberta!!!... e o perdão não precisa necessariamente ser externado... vc poderá perdoar alguém, sem que ela saiba...

    O perdão é particular, individual, e muito pessoal, coisa de foro íntimo...

    Concordo com a frase abaixo, dita por alguém que dispensa apresentações:

    “Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que outra pessoa morra” - William Shakespeare.

    (SH)

    ResponderExcluir
  2. Perdoar eh um ato q nos engrandece e nos fortalece , mas lamentavelmente cada vez menos as pessoas tem a nobreza de reconhecer suas falhas e PEDIR o perdao . Triste mas tenho observado isso . Deve ser o Orgulho (mal empregado) que se perde nesse contexto . Atente-se a isso , parece mundial , mas vou remar contra essa mare' ... bjs ...

    ResponderExcluir
  3. Complexo esse tema. Gosto de ir até a origem da palavra. Perdoar vem de "per donar". O prefixo per significa por intermédio de, mas não apenas isso, é "a" intermediação por excelência, a melhor possível, como em per-feição. Donar é doar. Seria algo então próximo a doar algo de si do fundo do coração. Em inglês a ideia é a mesma: for-give. Perdoar é dar o melhor de si. E seguir em frente.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Caro SH...

    Verdade...perdoar liberta ...

    Bj

    ResponderExcluir
  5. Caro(a) Anônimo(a)...

    Muitas pessoas tem dificuldade de perdoar...e nem sempre é orgulho...

    A pessoa precisa estar preparada para perdoar...as vezes leva um tempo...

    Também é preciso...estar preparado para ser perdoado...

    BJ

    ResponderExcluir
  6. Chorik...

    perfeita sua colocação...perdoar é doar o melhor de si...

    É sim, pois muitas vezes é muito difícil perdoar...

    E perdoar é seguir em frente...sem que aquilo faça diferença na sua vida...

    bj

    ResponderExcluir